sexta-feira, 31 de julho de 2009

Gigantesca pluma de gás em estrela de Orion

Betelgeuse, uma estrela supergigante vermelha que a cada dia se torna mais fascinante e perigosa.

Betelgeuse não é uma estrela qualquer. Além de ser uma das mais brilhantes do céu noturno, Betelgeuse é também uma das maiores estrelas conhecidas, superando em mil vezes o tamanho do nosso Sol. Seu brilho é tão intenso que seriam necessários mais de 100 mil sóis para igualar sua luminosidade.



No entanto, toda essa grandiosidade tem um preço e Betelgeuse está próxima de seu fim. A estrela consome violentamente sua massa e quando seu combustível se esgotar explodirá em uma supernova tão intensa que poderá ser vista da Terra até mesmo durante o dia.



Novas Descobertas

Nesta semana, cientistas europeus ligados à Organização Astronômica Europeia para o Hemisfério Sul, ESO, revelaram mais uma faceta dessa supergigante e descobriram que a perda constante de massa estelar criou uma gigantesca pluma de gás do tamanho do Sistema Solar. Além disso também descobriram uma gigantesca bolha que parece flutuar sobre a superfície da estrela.

A descoberta da trilha de gás foi feita através do instrumento NACO de ótica adaptiva, que combinado a outras técnicas instrumentais permitiu aos cientistas obterem a mais nítida imagem de Betelgeuse até hoje feita. A nitidez atinge o limite teórico para um telescópio de 8 metros de diâmetro que é de 37 miliarcossegundos, equivalente a enxergar uma bola de tênis a 400 quilômetros de distância.

As observações, feitas com o telescópio VLT nos andes chilenos, revelaram que o gás da atmosfera de Betelgeuse se move vigorosamente para cima e para baixo e que abolha formada é tão grandes quanto a estrela. As primeiras observações indicam que a ejeção da gigantesca pluma é consequência direta desses movimentos em larga escala.

(fonte)

5 comentários:

Cloves Pessoa disse...

Segunda-feira, 3 de Agosto de 2009
A constelação de Órion e a volta de Jesus
'A 16 de dezembro de 1848, o Senhor me deu uma visão acerca do abalo das potestades do céu. (…) Nuvens negras e densas subiam e chocavam-se entre si. A atmosfera abriu-se e recuou; pudemos então olhar através do espaço aberto em Órion, donde vinha a voz de Deus. A Santa cidade descerá por aquele espaço aberto' (Ellen White, Vida e Ensinos p. 110).

Este simples parágrafo tem fascinado muitos Adventistas ao longo das décadas. Sem mais explicação ou esclarecimentos noutros escritos, têm estas palavras motivado grande pesquisa bíblica e científica.
Poderá ser que os modernos equipamentos tecnológicos ao serviço da astronomia nos ajudam hoje a perceber e, eventualmente, comprovar a veracidade da previsão Adventista que Jesus voltará à Terra através do espaço na constelação de Órion?

http://diariodaprofecia.blogspot.com/
abraço

2012 Onda Zero disse...

Ja que vc tocou no assunto, finalmente esta chegando a estreia a web serie brasileira enfatizando em sua historia o tema de 2012

http://2012ondazero.blogspot.com/

confira :D

Roberta disse...

Este blog já foi bem melhor!!

Anônimo disse...

muito interesante o blog ! mas esse papo de jesus aff.. quanta ladainha e só ignorante pra nao perceber que jesus é uma marca usada pela igreja catolica , apenas um icone de pregaçao com raizes no egito antigo, um mito solar que foi convertido no cristianismo e ramificaçoes..

Anônimo disse...

Amigo anônimo, eu sinceramente não tenho nem palavras para classificar este seu comentário.

Publicar em:

Related Posts with Thumbnails